Mudança de Endereço!

Ufa! Chegou a hora de embalar tudo, de encaixotar…

Gente, eu mudei de endereço 12 vezes, já morei em casa, apartamento, pensionato.

Uma maravilha!

Eu me lembro com muito carinho do primeiro pensionato que eu morei, era uma festa, principalmente na hora do café. Doda Mirtes, a dona do pensionato, reunia mais 15 pessoas à mesa para aquele maravilho café da manhã.

Imagem

Ela tinha duas casas, uma ao lado da outra. Uma casa era destinada as meninas e a outra casa para meninos. O café da manhã era servido na casa dos meninos, onde a dona Mirtes dormia com a família dela. Era uma festa! Os meninos baianos eram os mais engraçados, enfim, depois de um tempo, cada um saiu para procurar o seu apartamento, chegou à hora da mudança, como tudo na vida!

A mudança de endereço pra mim é momento também de renovar.

Reduzir tralhas e encaixotar somente objetos necessários, essa é a boa!

Segue algumas dicas:

1 – Doe ou venda para brechós objetos que não utilizará mais.

2Comece a empacotar e encaixotar as coisas no mínimo 05 dias antes.

3 – Não empacote nenhum item que você ainda vai precisar usar. Até a hora de ir embora você pode precisar de alguns utensílios de cozinha, remédios, estojo de primeiros socorros, ferramentas para desmontar e empacotar, fitas adesivas, higiene pessoal, carregadores para os aparelhos eletrônicos, etc.

4 – Empacote em separado os itens de necessidade imediata: toalhas de mão e rosto, panos de prato, papel higiênico, sabonete, detergente, ferramentas, estojo de primeiros socorros, etc. Muitos deles são os mesmos que você vai precisar deixar disponíveis no endereço anterior até o último momento antes de sair, portanto fica fácil colocá-los todos em uma mesma caixa, que deve ser tratada com atenção especial. Ah… não esqueça de colocar nessa caixa a cafeteira, pó de café, açúcar e biscoitos, para a primeira pausa no novo endereço.

5Proteja seus objetos mais frágeis: Louças, enfeites, aparelhos eletrônicos e outros itens facilmente quebráveis ou arranháveis precisam ser armazenados com cuidado especial para reduzir sua movimentação dentro da caixa, a possibilidade de pressão externa amassá-los, e a tolerância a impactos. Lençóis velhos, panos de prato, plástico bolha, bolinhas de isopor, jornais amassados e vários outros materiais podem colaborar nesta tarefa. Depois de encaixotá-los, identifique a caixa como frágil, de preferência com uma cor facilmente visível.

6- Reforce e etiquete as caixas:  Você poderá encontrar caixas em supermercados e atacadistas, mas muitas vezes elas não foram projetadas para lidar com o volume ou o peso que você irá querer colocar dentro delas. Utilize fita adesiva para reforçar o fundo da caixa.

7 – Utilize um pincel para identificar a caixa, indicando o cômodo de origem.

8 – Livros e documentos pesam muito. Não coloque todo ele em uma grande caixa, é possível que você depois tenha dificuldade em carregá-la, e ela pode não suportar o peso. Use caixas médias, e encha-as só até a metade com papéis e livros, reservando a outra metade para itens de grande volume e pouco peso, como almofadas e edredons.

Anúncios

Comente Aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: